Windows Live Messenger

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

um quarto, o mar ao fundo




um quarto, o mar ao fundo

e muito além

(transpostas as ondas)

a morna respiração da manhã

desabando sobre os campos



amei

lembro-me que amei

e a angústia de ter amado tanto

dói como um segredo revelado



que me devorem as lembranças

pois amei, sim

cada instante



amei tanto

que deixei minha alma estendida sobre a cama

sem ao menos perguntar

se haverias de querê-la presa,

junto à tua,

naquele quarto, o mar ao fundo.



Sergio Ornellas

Nenhum comentário:

Postar um comentário